Núcleos da Fundação Lia Maria Aguiar Começam o Ano Letivo

Com as turmas completas, antigos e novos alunos dão início às atividades de 2019

Com as portas abertas e sorrisos nos rostos, coordenadores, professores, colaboradores e ‘veteranos’ recebem hoje os novos alunos que passam a integrar cada um dos três Núcleos da Fundação Lia Maria Aguiar: Dança, Música e Teatro. Os rostos já conhecidos retornaram as aulas no último dia 04 de fevereiro e hoje, uma semana depois, todos acolhem os aprovados na seletiva realizada no final do ano.

Agora, com a ‘casa cheia’, os professores podem aplicar o planejamento construído para o novo ano e propor aos alunos às atividades dos respectivos Núcleos, aflorando e aperfeiçoando o talento de cada um. Além de contribuir com valores essenciais na construção de bons cidadãos, como disciplina e dedicação. “Às vezes faltam-me palavras para descrever a satisfação ao ver a alegria nos olhos de nossos alunos e o empenho e dedicação de cada colaborador para formar bons profissionais no futuro”, se orgulha Dona Lia, que companha de perto o trabalho da instituição que leva seu nome.

A Fundação se alegra em poder compartilhar o conhecimento, mesclando educação e cultura para oferecer ferramentas que despertem oportunidades para a vida de novas pessoas. “Se para cada aluno que chega é uma felicidade sem tamanho passar a vestir a camisa da Fundação, para nós, é uma sensação de dever cumprido ao oferecermos oportunidade à novas crianças e jovens”, descreve o gerente social Luiz Goshima.

As novidades que irão nos surpreender em 2019 ainda são um segredo, mas temos certeza que serão preparadas com muito amor para trazer cultura a todos os moradores e visitantes de Campos do Jordão. Em breve, poderemos conferir de perto o resultado do trabalho através das apresentações teatrais, os concertos e as belíssimas coreografias realizadas por cada Núcleo sociocultural.

Enquanto isso, os alunos estarão se dedicando às atividades de aprendizado do curso escolhido, com o pensamento voltado para as oportunidades que o futuro poderá reservar a eles por meio da bagagem a ser adquirida ao longo dos anos em que estiver na Fundação Lia Maria Aguiar.

Pequenas Atitudes que Transformam Vidas

Com a intenção de disseminar o conhecimento entre diferentes gerações, a Fundação Lia Maria Aguiar realiza visitas aos asilos da cidade

Como complemento aos ensinamentos técnicos que formam profissionalmente os alunos nos segmentos artísticos, a Fundação Lia Maria Aguiar também contribui para a formação cidadã das crianças e jovens jordanenses. Pensando que pequenas ações são capazes de melhorar o mundo a nossa volta, nasceu o projeto Interação Social, que desde 2015 leva os alunos dos Núcleos Socioculturais aos asilos de Campos do Jordão levando arte, atenção e carinho.

Na última sexta-feira, dia 18 de maio, os Núcleos se dividiram e visitaram três asilos da cidade. Em uma tarde agradável na companhia dos idosos, foram realizadas diversas atividades enfatizando a importância do cuidado com o próximo.

O Núcleo de Teatro visitou a Fundação Sanatório Santa Cruz e compartilhou momentos de interação por meio de atividades recreativas como jogos de mesa e danças divertidas com músicas de época. Para as mulheres, foram proporcionados momentos de cuidados com as unhas feitas pelas alunas da FLMA.

O Asilo da Divina Providência passou uma divertida tarde na companhia dos alunos do Núcleo de Música. Em um momento de partilha, os jovens serviram um delicioso lanche aos idosos e realizaram uma belíssima apresentação com a Orquestra Livre FLMA.

No agradável clima de outono, o Núcleo de Dança participou do projeto Interação Social visitando o Asilo Nossa Senhora das Mercês. Compartilhando momentos de recreação com desenhos e jogos de mesas, os alunos e idosos partilharam experiências e aprendizados.

 

Veja alguns momentos dessa tarde de interação:

Feira da Sustentabilidade Transmite Conhecimento e Cultura para a População

O evento reuniu importantes discussões sobre o tema e ainda contou as apresentações artísticas preparadas pelos núcleos da FLMA

Mais do que a preservação do meio ambiente, o conceito de sustentabilidade abrange atitudes que incentivam a prática consciente em diversas áreas. Seguindo esse conceito, o Parque Estadual Campos do Jordão (PECJ) promoveu nos dias 29 e 30 de abril a primeira edição da Feira da Sustentabilidade, uma homenagem ao município pelos seus 144 anos.

O evento gratuito, com a necessidade somente da inscrição prévia, ofereceu uma programação diversificada com profissionais da Monitoria Ambiental do PECJ e também de outras entidades. Entre palestras e oficinas, os presentes puderam adquirir um amplo conhecimento desde a história do Horto Florestal, passando pela energia sustentável, até práticas diárias como cozinhar de uma maneira consciente.

Entre as entidades que colaboraram com a Feira, a Fundação Lia Maria Aguiar contribuiu culturalmente para o evento. No primeiro dia de atividades, o público prestigiou uma belíssima apresentação realizada pelo Núcleo de Teatro. Já no segundo dia, o encanto ficou por conta dos alunos do Núcleo de Dança.

Como uma forma de incentivar as práticas sustentáveis, o evento socioambiental promoveu uma reflexão necessária na população sobre o futuro, seguindo o mesmo pensamento que a Fundação defende há uma década.

Confira a participação dos Núcleos de Dança e Teatro na Feira da Sustentabilidade:

 .

Mauricio de Sousa faz uma surpresa para a criançada da Fundação Lia Maria Aguiar

Quem é que nunca leu um gibi da Turma da Mônica várias vezes enquanto não chegava um novo nas bancas? Depois de tanto tempo, o sucesso dessa turminha continua. No ano passado, convidamos Mauricio de Sousa, o pai dessa incrível história, para falar de inovação no último Encontro da Cidadania. Na ocasião, revelou boa parte de sua trajetória, que serviu de inspiração pra muita gente que passou por lá. Foi um sucesso!

Mauricio surpreendeu a Fundação Lia Maria Aguiar com um gesto que a gente nunca mais vai esquecer: presenteou as nossas crianças com gibis da Turma da Mônica!

Desde que esse presentão nos foi dado, a criançada não é mais a mesma. Mas não se preocupe, as notícias são boas: sempre que chega um gibi novo pelo correio aqui na Fundação, todo mundo fica superfeliz! É só risada quando alguém imita o Cebolinha – “oh, plofessola, a gente tá com pleguiça” – e sempre tem uma turminha comentando uma historinha, um quadrinho mais engraçado.

Pelo jeito, as histórias da Turma da Mônica não vão ficar só na lembrança de quem já cresceu! Ainda bem, né? Dá uma espiada na festa que é quando essa turma se junta pra ler os gibis.