Corrida Iluminada de Natal leva alegria e saúde a Campos do Jordão

A festa natalina da cidade ficou ainda mais divertida com o evento esportivo realizado pela Fundação Lia Maria Aguiar

No dia 16 de dezembro de 2023, Campos do Jordão foi tomado pela energia da Corrida Iluminada de Natal, evento criado pela FLMA e muito aguardado nos últimos anos, que contou com uma pausa na realização devido à pandemia.

Em 2023, a Corrida voltou com a iniciativa do Núcleo de Saúde da FLMA, que tem gestão do Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês. Com um percurso que contempla a famosa decoração de Natal, a Corrida reúne um público de ampla faixa etária e tem o suporte de profissionais de educação física e socorristas que oferecem toda a assistência aos participantes.

As provas abrangeram as modalidades de Corrida (6 Km), Caminhada (2 Km), Corridinha Infantil (50m e 200m) e Cãorrida (2 Km), oportunidade única e criativa em que os adultos podem participar com seus pets.

Em 2023, a volta da atração representou os resultados importantes e o compromisso com a saúde do município, que vem se beneficiando há mais de um ano e meio com o Núcleo de Saúde da FLMA.

Veja como foi esse evento incrível!

Fundação celebra Dia Mundial da Conscientização do Autismo

Através do Núcleo de Saúde, reforçamos nosso conhecimento e consciência acerca dessa condição que ainda não tem um causa definida, mas segue com diversos estudos clínicos.

Acolher, amar, ensinar e aprender. Todos os dias essas palavras ganham novos significados e se unem a tantos outros que nos transformam. É uma troca mútua com nossos pequenos grandes alunos, que nos mostram que o mundo vai muito além daquele que conhecemos.

Para celebrar essa data de forma responsável e trazendo à tona todos esses aspectos, a psicopedagoga Karoline Abreu, do Núcleo de Saúde, trouxe importantes abordagens sobre o tema, entre elas a atenção aos sintomas que as crianças podem apresentar desde cedo, a busca por um profissional de saúde aos primeiros sinais, a importância do diagnóstico precoce e do tratamento multidisciplinar.

O autismo não tem cura, mas o tratamento desde o início da infância ameniza diversas condições e traz mais qualidade de vida aos pacientes. Sabemos que a luta contra o preconceito é o maior desafio, e por isso é preciso quebrar as barreiras que limitam o diálogo, a convivência e a dignidade para alcançarmos mais igualdade para essas pessoas.

A Fundação Lia Maria Aguiar está sempre de braços abertos para trilhar esse caminho ao lado de quem precisa. Diga não ao preconceito! O autismo não tem cura, mas o preconceito tem!

Dia Internacional da Síndrome de Down é uma importante data de celebração da vida

Em conteúdo realizado com o Núcleo de Saúde, a FLMA abordou o tema com importantes colocações do médico fisiatra Dr. Lee.

A Síndrome de Down também é conhecida como trissomia do cromossomo 21, um acometimento genético que gera um cromossomo a mais nesse par. Para abordar o tema, a Fundação Lia Maria Aguiar trouxe importantes colocações do Dr. Lee, médico fisiatra no Núcleo de Saúde, que abordou as principais características e reflexões acerca dessa condição.

Segundo o doutor, com uma abordagem adequada desde o início da vida, os indivíduos que possuem Síndrome de Down podem aproveitar ao máximo seu potencial de desenvolvimento, tendo uma vida plena e feliz!

Cuidados como fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiólogo e acompanhamento médico especializado fazem parte da vida desses pacientes. Contudo, no dia a dia, além dos cuidados com a saúde, a educação inclusiva e individualizada, a participação familiar e o conhecimento são peças fundamentais para a construção de uma vida com mais respeito, acolhimento e dignidade.

Nos núcleos socioculturais da Fundação, os alunos com síndrome de down encontram novas oportunidades de desenvolvimento, sempre cercados de um olhar atendo, profissional e acolhedor. Veja o conteúdo completo:

Fundação Lia Maria Aguiar inaugura Núcleo de Saúde em Campos do Jordão

Projeto foi idealizado em parceria com o Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês e oferecerá consultas, exames e hemodiálise 

A imagem mostra diretores da FLMA e do instituto, autoridades locais no Núcleo de Saúde. À frente Sra. Lia Maria Aguiar, Fundadora e Presidente da FLMA
, da esquerda para direita: Frederico Guidoni Scaranello, Presidente da Associação Paulista de Municípios e Ex-prefeito de Campos do Jordão, Quirino Goshima, arquiteto responsável pelo prédio, Claudio Adão, Presidente da Câmera Municipal de Campos do Jordão, Marcelo Padovan, Prefeito de Campos do Jordão, Adolfo Martin, Diretor Técnico do IRSSL, Maria Ângela Atallah, Presidente do Conselho de Administração do IRSSL, Carolina Lastra, Diretora executiva do IRSSL, Vanessa Costa, Gerente de Planejamento e Projeto da FLMA, Luiz da Silva Goshima, Diretor da FLMA, Carlos Eduardo, Vice-Prefeito de Campos do Jordão.
Diretoria da FLMA, do IRSSL e autoridades locais.

Foi inaugurado no sábado (14/05) o Núcleo de Saúde da Fundação Lia Maria Aguiar. O projeto é uma iniciativa pioneira da Fundação em parceria com o Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês (IRSSL) e iniciou as atividades nesta segunda-feira (16), oferecendo serviços gratuitos de saúde em Campos do Jordão.

A realização marca a história da cidade, trazendo um ambulatório de especialidades que visa complementar os serviços oferecidos no município. Divididos em fases, os atendimentos lançarão um olhar ainda mais atencioso à população local, ampliando o leque de cuidados e proporcionando saúde integral de qualidade.

Há 14 anos atuando com arte, cultura, educação e diversas ações sociais, a partir de agora, a FLMA também irá contribuir para melhorar a qualidade de vida da população local. “Desde que iniciamos a Fundação, este é um dos maiores sonhos que eu realizo, pois saúde é a coisa mais importante na nossa vida. É uma alegria muito grande poder oferecer atendimento médico e ajudar tantas famílias,” celebra Sra. Lia Maria Aguiar, fundadora e presidente da instituição.

Atendimento inicial priorizará alunos e familiares

Sala de recepção pediátrica, onde se vê poltronas nas laterais e ao centro móveis coloridos.
Sala de espera da ala de pediatria do Núcleo de Saúde.

Neste primeiro momento, o Núcleo atenderá os alunos da FLMA, seus familiares e colaboradores e oferecerá diálise para todos os pacientes do município que precisam desse tratamento.

A gestão médico-assistencial, assim como financeira e administrativa, será realizada pelo IRSSL, em um modelo inovador de gestão no segmento de saúde com a união de duas grandes instituições. “Esta parceria representa um marco na história do nosso Instituto e, principalmente, a oportunidade de levar toda a experiência Sírio-Libanês em serviços de saúde que serão oferecidos para a população de Campos do Jordão. É a materialização de nosso propósito de compartilhar a excelência na saúde pública com relevância social”, afirma Carolina Lastra, Diretora Executiva do IRSSL.

De acordo com Luiz da Silva Goshima, Diretor da FLMA, o desenvolvimento desse projeto representa um momento importante para a instituição, que marca a história do município. “Para a Fundação, implementar esse grande projeto significa alcançar cada vez mais pessoas e, efetivamente, contribuir para a melhoria de vida delas. Teremos fases de atendimentos que irão contemplar mais pessoas ao longo do tempo, uma responsabilidade que assumimos com muita seriedade e respeito.” Afirma Luiz.

Sra. Lia Maria Aguiar vê o desenho da ala de pediatria, que ilustra uma locomotiva sendo conduzida por ela.
Sra. Lia Maria Aguiar visita a ala de pediatria do Núcleo de Saúde.

Diferentes especialidades médicas serão oferecidas no Núcleo de Saúde, como ambulatório de Pediatria, Clínica Médica, Ginecologia, além de Cardiologia, Pneumologia, Endocrinologia e Gastroenterologia. A primeira fase conta, ainda, com Práticas Integrativas, como ioga e meditação. Também serão oferecidos exames laboratoriais, exames de imagem, como Raio X, Ultrassom e Ecografia, serviços de reabilitação física e Hemodiálise, tratamento que até o momento não existia em Campos do Jordão.

 “Essa parceria trará para o município e para o país, um exemplo a ser seguido no futuro. A população de Campos terá um atendimento de excelência em saúde.”. Reforça Dr. Adolfo Martin da Silva, Diretor Técnico Adjunto do IRSSL.

A partir do segundo semestre, o Núcleo de Saúde também irá oferecer atendimento à demanda externa, com vagas destinadas para a população geral da cidade, que serão encaminhadas por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Campos do Jordão.

Diálise para a população de Campos do Jordão

A Fundação Lia Maria Aguiar preparou uma infraestrutura completa em seu Núcleo de Saúde para levar o tratamento de diálise a todos os pacientes do município, que atualmente precisam ir até outras cidades para serem atendidos, cessando o deslocamento e trazendo mais bem-estar e qualidade de vida a essas pessoas.

 “Sou paciente de diálise e sei o quão difícil é conviver com essa rotina. Acreditamos que o fornecimento do serviço de hemodiálise para Campos do Jordão será de extrema importância para que nossos atendidos recebam conforto e tenham mais qualidade de vida durante esse processo”, ressalta Sr. Luiz Harunari Goshima, membro honorário e do conselho curador da Fundação Lia Maria Aguiar.

Sala de hemodiálise com diversos equipamentos e poltronas onde será realizado o tratamento.
Sala de hemodiálise do Núcleo de Saúde.

FLMA doa exames laboratoriais da COVID-19 para Campos do Jordão

Ação de combate à pandemia possibilita que mais pessoas na cidade sejam diagnosticadas, reduzindo a velocidade de transmissão da Covid-19 e garantindo a segurança da comunidade.

Em uma ação de suporte à Secretaria de Saúde do Município de Campos do Jordão no combate ao Coronavírus, a Fundação Lia Maria Aguiar, através da Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês,  disponibilizará à Prefeitura exames laboratoriais da COVID-19, que passarão a ser feitos a partir de 25 de maio em sete pontos de Estratégia Saúde da Família (ESF).

Com o intuito de oferecer mais segurança para a população, com pouco mais de 50 mil habitantes, e manter sob controle o baixo número de casos de contágio, serão realizados exames RT-PCR que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a ANVISA, é um dos métodos mais assertivos e eficazes para diagnosticar o novo Coronavírus. Diferente dos testes rápidos, que não identificam o vírus, apenas acusam a presença dos anticorpos produzidos para combater a infecção, o exame RT-PCR detecta, logo no início da doença, fragmentos do material genético do vírus, o RNA do Sars-CoV-2, revelando se uma pessoa está ou não com Covid-19.

A coleta será feita em dias específicos, durante quatro meses, sendo o exame realizado, sob prescrição médica, somente em pacientes que apresentarem os principais sintomas da doença.

O resultado estará disponível em até 48 horas e será informado pela equipe de saúde onde o teste foi realizado. Em caso de diagnóstico positivo, o paciente será prontamente encaminhado para receber o tratamento adequado, evitando expor outras pessoas ao risco da contaminação.

“A parceria com a Fundação, para a realização de mais exames é estratégica.  Testar os cidadãos com sintomas suspeitos de infecção é fundamental para identificar e isolar o máximo de pessoas de modo mais eficiente, para reduzir a velocidade de transmissão do vírus em nossa cidade. Uma ação que a parceria tornou possível, com exames de qualidade”, afirma o prefeito Fred Guidoni.

Campos do Jordão tem hoje cerca de 300 casos notificados de Síndrome Gripal e estava realizando exames apenas em pacientes internados com quadros graves e em profissionais de saúde com sintomas gripais.

“A incerteza do diagnóstico da Covid-19 causa muita angústia e ansiedade nas pessoas, por isso, a Fundação teve a iniciativa de contribuir com esta ação. Com a realização dos testes, a Secretaria Municipal de Saúde poderá atender os casos suspeitos e confirmados da doença e adiantar assim o tratamento para salvar o maior número de vidas possível”, explica Luiz Goshima, diretor da FLMA.

Embora acolhedora e cheia de atrativos, Campos do Jordão apresenta, na contramão, um cenário preocupante de carência e falta de estrutura em diversos setores, motivo pelo qual os moradores aguardam a normalização do comércio e a retomada das atividades turísticas. E isso só será possível se forem seguidas as medidas de segurança, combinadas com o isolamento social e a realização dos testes. Esses cuidados, sugeridos pela OMS e utilizados por outros países que conseguiram controlar o contágio, são os métodos mais eficientes para achatar a curva e proteger a população para que ela possa retomar suas atividades.