Núcleo de Dança da FLMA participa do Festival Bravos Dança 2020 e conquista prêmios on-line

O evento foi realizado pela primeira vez de forma virtual e os alunos da Fundação Lia Maria Aguiar foram convidados para integrarem o elenco da edição gratuitamente.

Nos dias 19 e 20, o Festival Bravos de Dança realizou, de forma digital, sua nova edição de setembro, a Bravos Excellence. Dentre as escolas envolvidas, o festival contou com a participação do grupo de alunos do Núcleo de Dança da Fundação Lia Maria Aguiar para uma apresentação diferente, em função da pandemia da Covid-19, que relembrou três das coreografias que fizeram parte do espetáculo ‘O Castelo Mágico’, apresentado no ano de 2019 em Campos do Jordão.

Por meio de um convite da diretora do festival, Sandra Riego, os alunos do Núcleo de Dança da Fundação, coordenado pela professora Fabiana Nemeth, puderam participar do evento pelo 7º ano consecutivo.

Os jovens talentos da instituição foram premiados virtualmente com as coreografias ‘Morganas’, que conquistou o 3º lugar com a Professora Flavia Cassiano, na categoria Infantil Ballet Clássico Livre; ‘Tíbio e Perônio’, ganhadora do 2º lugar com a Professora Ana Claudia Winther, na categoria Dança Contemporânea Juvenil; e ‘João de Barro e as Patativas’, também responsável pelo 2º lugar com o Professor Raphael Panta, na categoria Juvenil Ballet Clássico Livre.

Coreografia Tíbio e Perônio – Espetáculo “O Castelo Mágico” – 2019

Especializada há quase 20 anos na realização de Festivais de Dança, a Bravos se dedica a reunir escolas, professores, bailarinos e coreógrafos que vivam desta arte, se dediquem à aprimorá-la e valorizem um dos seus maiores propósitos: chegar ao palco, onde se encontra a maior realização de um artista. Pensando em promover o reencontro de profissionais, alunos e parceiros, a edição on-line pôde acontecer e contar com aqueles que já acompanham o trabalho realizado, a exemplo dos bailarinos em formação da FLMA.

“Realizar este evento on-line foi um jeito de fazer um reencontro com as escolas, serviu como uma válvula de escape, pois com a pandemia as pessoas não tinham onde dançar. Claro que não tem a mesma energia de uma apresentação ao vivo, mas me surpreendeu muito o nível do festival, pois mesmo com o medo que tinha, de nunca ter feito nada parecido, depender de conexão de internet,  deu tudo certo, pareceu um espetáculo de dança”, contou a diretora Sandra Riego.

Ela também elogiou os trabalhos da coordenadora do Núcleo de Dança da FLMA e relembrou o 2º lugar conquistado pela aluna Lívia Franceschinni, com seu Pas de Deux, que lhe rendeu também uma premiação especial do Júri, como ‘Destaque Feminino’.

Coreografia João de Barro e as Patativas – Espetáculo “O Castelo Mágico” – 2019

Já para a coordenadora Fabiana, o convite e a oportunidade para integrar a edição 2020 renova as esperanças e expectativas sobre tudo aquilo que se abalou com a chegada do novo Coronavírus, responsável por paralisar todas as atividades, especialmente as artísticas e culturais.

“Em tempos como o que estamos vivendo, poder participar desses eventos de forma on-line, nos traz otimismo e alegria para não desanimar. É sempre muito importante ter bons jurados julgando nossas coreografias, pessoas essas que não participam do nosso dia a dia. Isso nos ajuda a enxergar longe e querer sempre melhorar, o que só pode engrandecer nosso trabalho.”, comenta a coordenadora em relação aos jurados Ana Bottosso, Zeca Rodrigues e Ricardo Scheir, referências da arte no Brasil e no exterior e convidados do Festival deste ano.  

Coreografia Morganas – Espetáculo “O Castelo Mágico” – 2019

Fotos: BolhaSet/Renan Livi

Encontro da Cidadania 2018 inspira e motiva a reflexão

Com personalidades relevantes e assuntos importantes para nossa realidade, o evento agregou positivamente toda a comunidade

O primeiro evento em comemoração aos 10 anos da Fundação Lia Maria Aguiar reuniu uma população preocupada com o futuro e grandes personalidades em um debate de conhecimento, troca de experiências e muita informação. As cadeiras do Auditório Claudio Santoro foram ocupadas pela curiosidade da comunidade jordanense interessada em compreender as diferentes perspectivas apontadas nas três noites de palestras do Encontro da Cidadania 2018.

No dia 30 de agosto, Arnaldo Jabor trouxe importantes análises sobre o atual cenário brasileiro nesse período pré-eleitoral. Para justificar esse momento, o palestrante volta ao passado e destaca conceitos que viciaram a sociedade e contribuíram para o atraso do país. Entre eles, a burocracia e o clientelismo foram herdados ainda quando o Brasil era colônia e, com o tempo, se instalaram e refletiram no que enfrentamos nos dias atuais.

Com uma observação a cada governo já instalado no país, o jornalista e cineasta expõe sua opinião sobre os pontos que deram certo e lembra os que fracassaram. Sobre o futuro, Arnaldo Jabor destaca que a Sociedade ainda acredita em uma figura heroica que salvará o país, mas avisa que esse não é o caminho. Uma boa gestão, projetos relevantes e possíveis de serem aplicados são essenciais na consideração de um novo candidato à presidência.

Com muito humor, a youtuber Jout Jout abriu a segunda noite do Encontro da Cidadania 2018 frente a uma plateia jovem e descontraída. Para iniciar, a youtuber, que possui quase dois milhões de inscritos em seu canal, propôs uma conversa com o público presente e abriu espaço para perguntas durante todo o período da palestra.

Além do humor que envolveu a plateia e tirou muitos aplausos, Jout Jout abordou em sua fala temáticas que envolvem, principalmente, questões da mulher na sociedade, como padrão de beleza, relacionamentos e presença feminina no mercado de trabalho. Também ressaltou a importância de saber ouvir e dar voz ao outro, como forma de comunicação justa e efetiva.

Questionada sobre escolhas políticas, Jout Jout comentou a importância de pesquisar e tirar as próprias conclusões, mas sempre levando em conta a responsabilidade de pensar no que é ideal para o coletivo e não apenas para um único indivíduo.

A palestra Novas Formas de Comunicação foi uma verdadeira amostra das atuais tendências que a comunicação requer, revelando no talento da youtuber, uma prática que inspira jovens de todo o Brasil e contribui para reflexões sobre temas importantes da sociedade.

A presença excepcional do Professor Clóvis de Barros Filho encheu o Auditório de sorrisos na terceira, e última, noite do Encontro. Com os relatos cômicos sobre sua própria vida, o palestrante instigou a reflexão de como a existência deve ser enfrentada e apontou suas considerações sobre a felicidade. Com citações de grandes pensadores ao longo do tempo, Clóvis explica de forma simples algumas questões que instigam a plateia.

Todo o conhecimento de Clóvis foi extraído pelo público que, curiosos, fizeram questionamentos que estenderam a palestra em uma troca interessante de experiências. Por fim, o palestrante enfatiza que a busca pela felicidade é um constante aprimoramento de si mesmo.

Em momentos divertidos e reflexões pertinentes, o Encontro da Cidadania agregou importantes colocações a todos os presentes e contribuiu para o enriquecimento de toda a população. Abaixo, você poderá conferir alguns momentos dos três dias de palestras.

A Fundação Lia Maria Aguiar deixa o convite para você participar dos outros eventos em comemoração aos seus 10 anos. Em outubro “O Lago dos Cisnes”, “2º Concerto Infanto Juvenil” e “Festival de Música”, em novembro “Gran Circo Romanni” e o encantador “Natal dos Sonhos”, que se estende até janeiro. Acompanhe a programação pelo site flma.org.br/10anos e participe!