Fundação Lia Maria Aguiar apresenta especial natalino com mensagem de fim de ano e clipes de dança, música e teatro estrelados por alunos

Vídeos temáticos concluem o ano de 2020 e são o resultado do trabalho realizado pelos núcleos socioculturais em ano de ensino on-line.

Com a impossibilidade de realizar eventos culturais para a conclusão do ano letivo, os três Núcleos Socioculturais da Fundação Lia Maria Aguiar buscaram maneiras de não deixar passar em branco o esforço de um ano inteiro. Com a suspensão das aulas presenciais, em função da pandemia da Covid-19, coordenadores, professores e alunos descobriram como se adaptar ao ‘novo normal’ para que o valioso processo de ensino e aprendizado não fosse prejudicado.

Movidos pela arte, através da dança, da música e do teatro, cada grupo produziu um clipe motivacional, capaz não só de explorar a habilidade dos alunos envolvidos, mas também capaz de transmitir uma mensagem encorajadora e esperançosa para o ano que se aproxima. Mentes criativas se uniram para que o resultado do exercício de ‘olhar para dentro’ alcançasse o maior número de corações ‘lá fora’, seja do outro lado da tela, da linha ou da janela.

O Núcleo de Teatro foi o responsável pela realização do vídeo ‘O Abraço’, em referência ao nome da música com letra e composição de Thiago Gimenes, que se inspirou no texto de tom saudoso escrito pela coordenadora Viviane Santos. A dupla se uniu à Keila Fuke, responsável pelas coreografias, para criar um roteiro estrelado por 44 talentos, entre alunos e professores-assistentes do curso, e que pudesse emocionar nos mínimos detalhes. Outras disciplinas, como o sapateado, da professora Alessandra Dimitriou, e as referências da arte circense, também foram lembradas.

“A história contada no vídeo surgiu depois que já tínhamos a música composta e o meu texto. Nós queríamos muito falar deste ano que vivemos, mas de uma maneira positiva, sem negar o que foi ruim ou difícil e falando do que aprendemos e descobrimos. A ideia era trazer esperança dentro da realidade experienciada por cada um, de ficar em casa e sentir privado de muitas coisas”, explicou Viviane, que, acreditando na sobrevivência da arte e na sobrevida que ela oferece, não abriu mão de realizar esta importante ‘finalização do trabalho’, tendo o cuidado de selecionar o maior número de alunos possível para a ação, e prezando todas as medidas de segurança durante as gravações.

Para Gimenes, “Tanto a música, quanto as imagens, abordam a impossibilidade de se estar junto, de não poder abraçar, ter que dar oi de longe. A música fala desse tempo em que estamos precisando olhar para dentro e entender o momento vivido como um teste, do próprio tempo para nós mesmos. Quando as aulas voltaram nós falávamos muito sobre a dificuldade dessa limitação e o resultado do vídeo acho que foi justamente esse, falar dessa saudade que a gente sente, da vontade de estar próximo. Foi lindo ver a junção das artes e essa reinvenção”, explicou.

Já o Núcleo de Dança, coordenado por Fabiana Nemeth, apresentou em clipe o número de Ballet e Dança Contemporânea ‘Presépio Vivo’, com coreografia assinada por ela e Flavia Cassiano, e com a colaboração de Raphael Panta e Ana Claudia Winther. Estrelado por oito alunas do grupo Intermediário e Avançado, e com a participação especial do bebê Gael Cristofer de Oliveira, a seleção das bailarinas se deu por critério de maior experiência e por apresentarem uma maior carga horária na escola.

“Quis fazer algo diferente, que fosse tocante para esse ano especial. Pensei em um presépio, pois, segundo pesquisas, até hoje não houve nenhuma montagem, pelo menos conhecida, de um presépio totalmente dançado, e escolhi para ele duas músicas, ‘Ave Maria’, para mostrar a força dessa mulher incrível, e ‘Joy to the World’, com espírito mais alegre e natalino. Optei por usar um bebê de verdade e só a presença dele já fez todo o clima do ambiente mudar, afinal, quem pode ficar triste com a presença de uma criança sorridente?

Uma criança nascida durante a pandemia e que sequer sabe o que está acontecendo! O Gael nos trouxe alegria, e com certeza esperança, e foi isso que quis passar nesse ano tão atípico. Que as pessoas possam, pelo menos, enquanto assistem às imagens, sentir essa doçura e leveza. Foi um ano de desafios e adaptações, mas conseguimos, com esse vídeo, fechar com chave de ouro. Estou muito feliz com o resultado que tivemos com todos os alunos, e mais feliz em dizer que não tivemos nenhum caso de contágio dentro da escola. Missão cumprida!”, celebrou Fabiana.

A trinca de Núcleos se completa com o de Música, que contou com 26 alunos e sete professores, acompanhados de seus instrumentos musicais, na execução de ‘Noite Feliz’, clássica canção natalina, que, de acordo com o coordenador Paulo Charão, apresenta certa conexão entre os dias de hoje e o tempo em que ela foi escrita e composta pelos austríacos Joseph Mohr e Franz Gruber, em 1818, quando as Guerras Napoleônicas trouxeram caos e fome para Salzburgo.

“A música ‘Noite Feliz’ é quase onipresente no Natal, figura desde 2011 na lista do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Sua escolha foi pensada para representar os sentimentos de esperança de todos nós, do Núcleo de Música. Neste período onde os sintomas de incertezas, ansiedades e depressões tem aumentado, o fazer musical tem sido uma das melhores ferramentas para nossos alunos e familiares. Por isto, acreditamos que, através desta manifestação musical, poderemos levar aos lares um pouco mais de esperança”, explicou Charão.

A ação especial de vídeos natalinos se completa com o institucional da Fundação, que destaca parte das mudanças vividas e sentidas nos últimos meses, onde velhos sonhos e hábitos se atualizam e a tradicional carta para o Papai Noel chega através das telas, e não mais do papel. Como um avanço no tempo, o vídeo convida a todos a avançarem também, sem perderem suas conexões e olhando juntos em direção a um horizonte novo e esperançoso, coroado pelos sorrisos e votos de boas festas de alunos, funcionários e da Sra. Lia Maria Aguiar.

Nova edição do ‘Natal dos Sonhos’, em Campos do Jordão, é marcada por carreata inédita e o esperado acender de luzes

Celebração segura contou com movimentação de carros decorados por bexigas e bandeiras do evento realizado pela Fundação Lia Maria Aguiar.

A abertura da 12ª edição do evento ‘Natal dos Sonhos’ aconteceu na noite da última sexta-feira, dia 20 de novembro. Conhecido por levar ainda mais luz e beleza à charmosa Campos do Jordão, o evento é promovido pela Fundação Lia Maria Aguiar em parceria com a Prefeitura Municipal de Campos do Jordão, e é o principal responsável por enfeitar os mais famosos pontos turísticos da cidade por quase 60 dias, tornando a passagem por eles ainda mais convidativa.

A fim de evitar aglomerações, cuidado este fundamental durante a pandemia da Covid-19, o momento do acender das luzes passou por pequenas adaptações e, sem perder a magia, concentrou centenas de veículos em uma carreata inédita, que abriu o evento muito aguardado por moradores e turistas.

Embalada por canções temáticas, a carreata trouxe no carro principal a presença do Papai Noel, do Diretor da Fundação Lia Maria Aguiar, Luiz Goshima, e do prefeito Frederico Guidoni.

Em clima de festa, dezenas de pessoas presentes no portal receberam bexigas, bandeiras, adesivos e camisetas personalizadas com a marca do ‘Natal dos Sonhos 2020’, que, neste ano de desafio e superação, vem junto das três palavras que mais representam os votos e sentimentos da data: Fé, Amor e Paz. A grande fila de carros que se formou após o acender das luzes, seguiu pela avenida principal, passando pela Praça da Abernéssia e chegando ao ponto final, na Praça do Capivari, onde o Papai Noel foi recebido com muitos sorrisos e aplausos.

Toda esta celebração segura marca a inauguração oficial da decoração natalina nas duas praças mais conhecidas da cidade, que, nesta época, recebem diversos cenários especiais com mais de 300 peças em fibra, de diversos tamanhos e cores, como Papais Noéis, Presépio, Soldados de Chumbo, palavras motivacionais, além de toda iluminação, representada por mais de 1 milhão de microlâmpadas que podem ser apreciadas em árvores, balões e outros espaços instagramáveis.

A nova edição do ‘Natal dos Sonhos’ – especialmente pensada pela Fundação Lia Maria Aguiar para despertar o verdadeiro espírito do Natal, baseado em bons sentimentos e na solidariedade – conta com uma plataforma on-line com notícias, jogos temáticos para as crianças, cartão virtual e vídeos, que pode ser acessado clicando aqui ou por meio de QR Codes disponíveis em totens e banners distribuídos pela cidade.

A decoração e iluminação do ‘Natal dos Sonhos’ 2020 ficarão disponíveis até 11 de janeiro de 2021.

Fundação Lia Maria Aguiar promove carreata de abertura do Natal dos Sonhos 2020

Para dar início ao tradicional evento natalino deste ano, a Fundação Lia Maria Aguiar promove carreata em Campos do Jordão.

Nas edições anteriores do Natal dos Sonhos, era possível reunir famílias e amigos nos pontos decorativos à espera do Papai Noel para celebrar juntos a chegada dessa época mágica.

Mas neste ano, em função da pandemia do novo Coronavírus, a Fundação Lia Maria Aguiar priorizou a necessidade de maiores cuidados e, sem deixar para trás os verdadeiros valores da ocasião, fará a abertura do ‘Natal dos Sonhos’ 2020 ainda de forma festiva, porém sem promover aglomeração e ampliar o risco de contaminação.

Marcado para sexta-feira (20/11) às 20h, o tradicional acender das luzes e a chegada do Papai Noel, poderá ser acompanhado em forma de carreata. 

Embalados por músicas natalinas, dezenas de carros, enfeitados com bexigas e bandeiras personalizadas, partirão do Portal da cidade e seguirão pela avenida principal, passando pela Praça da Abernéssia e chegando ao ponto final, na Praça do Capivari.

Aproveite para acompanhar o Papai Noel através da cidade e veja o ascender das luzes de Natal, junte a família dentro do carro e desfrute dos bons sentimentos que essa época traz.

Núcleo de Dança da FLMA participa do Festival Bravos Dança 2020 e conquista prêmios on-line

O evento foi realizado pela primeira vez de forma virtual e os alunos da Fundação Lia Maria Aguiar foram convidados para integrarem o elenco da edição gratuitamente.

Nos dias 19 e 20, o Festival Bravos de Dança realizou, de forma digital, sua nova edição de setembro, a Bravos Excellence. Dentre as escolas envolvidas, o festival contou com a participação do grupo de alunos do Núcleo de Dança da Fundação Lia Maria Aguiar para uma apresentação diferente, em função da pandemia da Covid-19, que relembrou três das coreografias que fizeram parte do espetáculo ‘O Castelo Mágico’, apresentado no ano de 2019 em Campos do Jordão.

Por meio de um convite da diretora do festival, Sandra Riego, os alunos do Núcleo de Dança da Fundação, coordenado pela professora Fabiana Nemeth, puderam participar do evento pelo 7º ano consecutivo.

Os jovens talentos da instituição foram premiados virtualmente com as coreografias ‘Morganas’, que conquistou o 3º lugar com a Professora Flavia Cassiano, na categoria Infantil Ballet Clássico Livre; ‘Tíbio e Perônio’, ganhadora do 2º lugar com a Professora Ana Claudia Winther, na categoria Dança Contemporânea Juvenil; e ‘João de Barro e as Patativas’, também responsável pelo 2º lugar com o Professor Raphael Panta, na categoria Juvenil Ballet Clássico Livre.

Coreografia Tíbio e Perônio – Espetáculo “O Castelo Mágico” – 2019

Especializada há quase 20 anos na realização de Festivais de Dança, a Bravos se dedica a reunir escolas, professores, bailarinos e coreógrafos que vivam desta arte, se dediquem à aprimorá-la e valorizem um dos seus maiores propósitos: chegar ao palco, onde se encontra a maior realização de um artista. Pensando em promover o reencontro de profissionais, alunos e parceiros, a edição on-line pôde acontecer e contar com aqueles que já acompanham o trabalho realizado, a exemplo dos bailarinos em formação da FLMA.

“Realizar este evento on-line foi um jeito de fazer um reencontro com as escolas, serviu como uma válvula de escape, pois com a pandemia as pessoas não tinham onde dançar. Claro que não tem a mesma energia de uma apresentação ao vivo, mas me surpreendeu muito o nível do festival, pois mesmo com o medo que tinha, de nunca ter feito nada parecido, depender de conexão de internet,  deu tudo certo, pareceu um espetáculo de dança”, contou a diretora Sandra Riego.

Ela também elogiou os trabalhos da coordenadora do Núcleo de Dança da FLMA e relembrou o 2º lugar conquistado pela aluna Lívia Franceschinni, com seu Pas de Deux, que lhe rendeu também uma premiação especial do Júri, como ‘Destaque Feminino’.

Coreografia João de Barro e as Patativas – Espetáculo “O Castelo Mágico” – 2019

Já para a coordenadora Fabiana, o convite e a oportunidade para integrar a edição 2020 renova as esperanças e expectativas sobre tudo aquilo que se abalou com a chegada do novo Coronavírus, responsável por paralisar todas as atividades, especialmente as artísticas e culturais.

“Em tempos como o que estamos vivendo, poder participar desses eventos de forma on-line, nos traz otimismo e alegria para não desanimar. É sempre muito importante ter bons jurados julgando nossas coreografias, pessoas essas que não participam do nosso dia a dia. Isso nos ajuda a enxergar longe e querer sempre melhorar, o que só pode engrandecer nosso trabalho.”, comenta a coordenadora em relação aos jurados Ana Bottosso, Zeca Rodrigues e Ricardo Scheir, referências da arte no Brasil e no exterior e convidados do Festival deste ano.  

Coreografia Morganas – Espetáculo “O Castelo Mágico” – 2019

Fotos: BolhaSet/Renan Livi

Encontro da Cidadania 2018 inspira e motiva a reflexão

Com personalidades relevantes e assuntos importantes para nossa realidade, o evento agregou positivamente toda a comunidade

O primeiro evento em comemoração aos 10 anos da Fundação Lia Maria Aguiar reuniu uma população preocupada com o futuro e grandes personalidades em um debate de conhecimento, troca de experiências e muita informação. As cadeiras do Auditório Claudio Santoro foram ocupadas pela curiosidade da comunidade jordanense interessada em compreender as diferentes perspectivas apontadas nas três noites de palestras do Encontro da Cidadania 2018.

No dia 30 de agosto, Arnaldo Jabor trouxe importantes análises sobre o atual cenário brasileiro nesse período pré-eleitoral. Para justificar esse momento, o palestrante volta ao passado e destaca conceitos que viciaram a sociedade e contribuíram para o atraso do país. Entre eles, a burocracia e o clientelismo foram herdados ainda quando o Brasil era colônia e, com o tempo, se instalaram e refletiram no que enfrentamos nos dias atuais.

Com uma observação a cada governo já instalado no país, o jornalista e cineasta expõe sua opinião sobre os pontos que deram certo e lembra os que fracassaram. Sobre o futuro, Arnaldo Jabor destaca que a Sociedade ainda acredita em uma figura heroica que salvará o país, mas avisa que esse não é o caminho. Uma boa gestão, projetos relevantes e possíveis de serem aplicados são essenciais na consideração de um novo candidato à presidência.

Com muito humor, a youtuber Jout Jout abriu a segunda noite do Encontro da Cidadania 2018 frente a uma plateia jovem e descontraída. Para iniciar, a youtuber, que possui quase dois milhões de inscritos em seu canal, propôs uma conversa com o público presente e abriu espaço para perguntas durante todo o período da palestra.

Além do humor que envolveu a plateia e tirou muitos aplausos, Jout Jout abordou em sua fala temáticas que envolvem, principalmente, questões da mulher na sociedade, como padrão de beleza, relacionamentos e presença feminina no mercado de trabalho. Também ressaltou a importância de saber ouvir e dar voz ao outro, como forma de comunicação justa e efetiva.

Questionada sobre escolhas políticas, Jout Jout comentou a importância de pesquisar e tirar as próprias conclusões, mas sempre levando em conta a responsabilidade de pensar no que é ideal para o coletivo e não apenas para um único indivíduo.

A palestra Novas Formas de Comunicação foi uma verdadeira amostra das atuais tendências que a comunicação requer, revelando no talento da youtuber, uma prática que inspira jovens de todo o Brasil e contribui para reflexões sobre temas importantes da sociedade.

A presença excepcional do Professor Clóvis de Barros Filho encheu o Auditório de sorrisos na terceira, e última, noite do Encontro. Com os relatos cômicos sobre sua própria vida, o palestrante instigou a reflexão de como a existência deve ser enfrentada e apontou suas considerações sobre a felicidade. Com citações de grandes pensadores ao longo do tempo, Clóvis explica de forma simples algumas questões que instigam a plateia.

Todo o conhecimento de Clóvis foi extraído pelo público que, curiosos, fizeram questionamentos que estenderam a palestra em uma troca interessante de experiências. Por fim, o palestrante enfatiza que a busca pela felicidade é um constante aprimoramento de si mesmo.

Em momentos divertidos e reflexões pertinentes, o Encontro da Cidadania agregou importantes colocações a todos os presentes e contribuiu para o enriquecimento de toda a população. Abaixo, você poderá conferir alguns momentos dos três dias de palestras.

A Fundação Lia Maria Aguiar deixa o convite para você participar dos outros eventos em comemoração aos seus 10 anos. Em outubro “O Lago dos Cisnes”, “2º Concerto Infanto Juvenil” e “Festival de Música”, em novembro “Gran Circo Romanni” e o encantador “Natal dos Sonhos”, que se estende até janeiro. Acompanhe a programação pelo site flma.org.br/10anos e participe!