Fundação Lia Maria Aguiar apresenta especial natalino com clipes de dança, música e teatro

Vídeos temáticos concluem o ano de 2020 e são o resultado do trabalho realizado pelos núcleos socioculturais em ano de ensino on-line.

Com a impossibilidade de realizar eventos culturais para a conclusão do ano letivo, os três Núcleos Socioculturais da Fundação Lia Maria Aguiar buscaram maneiras de não deixar passar em branco o esforço de um ano inteiro. Com a suspensão das aulas presenciais, em função da pandemia da Covid-19, coordenadores, professores e alunos descobriram como se adaptar ao ‘novo normal’ para que o valioso processo de ensino e aprendizado não fosse prejudicado.

Movidos pela arte, através da dança, da música e do teatro, cada grupo produziu um clipe motivacional, capaz não só de explorar a habilidade dos alunos envolvidos, mas também capaz de transmitir uma mensagem encorajadora e esperançosa para o ano que se aproxima. Mentes criativas se uniram para que o resultado do exercício de ‘olhar para dentro’ alcançasse o maior número de corações ‘lá fora’, seja do outro lado da tela, da linha ou da janela.

O Núcleo de Teatro foi o responsável pela realização do vídeo ‘O Abraço’, em referência ao nome da música com letra e composição de Thiago Gimenes, que se inspirou no texto de tom saudoso escrito pela coordenadora Viviane Santos. A dupla se uniu à Keila Fuke, responsável pelas coreografias, para criar um roteiro estrelado por 44 talentos, entre alunos e professores-assistentes do curso, e que pudesse emocionar nos mínimos detalhes. Outras disciplinas, como o sapateado, da professora Alessandra Dimitriou, e as referências da arte circense, também foram lembradas.

“A história contada no vídeo surgiu depois que já tínhamos a música composta e o meu texto. Nós queríamos muito falar deste ano que vivemos, mas de uma maneira positiva, sem negar o que foi ruim ou difícil e falando do que aprendemos e descobrimos. A ideia era trazer esperança dentro da realidade experienciada por cada um, de ficar em casa e sentir privado de muitas coisas”, explicou Viviane, que, acreditando na sobrevivência da arte e na sobrevida que ela oferece, não abriu mão de realizar esta importante ‘finalização do trabalho’, tendo o cuidado de selecionar o maior número de alunos possível para a ação, e prezando todas as medidas de segurança durante as gravações.

Para Gimenes, “Tanto a música, quanto as imagens, abordam a impossibilidade de se estar junto, de não poder abraçar, ter que dar oi de longe. A música fala desse tempo em que estamos precisando olhar para dentro e entender o momento vivido como um teste, do próprio tempo para nós mesmos. Quando as aulas voltaram nós falávamos muito sobre a dificuldade dessa limitação e o resultado do vídeo acho que foi justamente esse, falar dessa saudade que a gente sente, da vontade de estar próximo. Foi lindo ver a junção das artes e essa reinvenção”, explicou.

Já o Núcleo de Dança, coordenado por Fabiana Nemeth, apresentou em clipe o número de Ballet e Dança Contemporânea ‘Presépio Vivo’, com coreografia assinada por ela e Flavia Cassiano, e com a colaboração de Raphael Panta e Ana Claudia Winther. Estrelado por oito alunas do grupo Intermediário e Avançado, e com a participação especial do bebê Gael Cristofer de Oliveira, a seleção das bailarinas se deu por critério de maior experiência e por apresentarem uma maior carga horária na escola.

“Quis fazer algo diferente, que fosse tocante para esse ano especial. Pensei em um presépio, pois, segundo pesquisas, até hoje não houve nenhuma montagem, pelo menos conhecida, de um presépio totalmente dançado, e escolhi para ele duas músicas, ‘Ave Maria’, para mostrar a força dessa mulher incrível, e ‘Joy to the World’, com espírito mais alegre e natalino. Optei por usar um bebê de verdade e só a presença dele já fez todo o clima do ambiente mudar, afinal, quem pode ficar triste com a presença de uma criança sorridente?

Uma criança nascida durante a pandemia e que sequer sabe o que está acontecendo! O Gael nos trouxe alegria, e com certeza esperança, e foi isso que quis passar nesse ano tão atípico. Que as pessoas possam, pelo menos, enquanto assistem às imagens, sentir essa doçura e leveza. Foi um ano de desafios e adaptações, mas conseguimos, com esse vídeo, fechar com chave de ouro. Estou muito feliz com o resultado que tivemos com todos os alunos, e mais feliz em dizer que não tivemos nenhum caso de contágio dentro da escola. Missão cumprida!”, celebrou Fabiana.

A trinca de Núcleos se completa com o de Música, que contou com 26 alunos e sete professores, acompanhados de seus instrumentos musicais, na execução de ‘Noite Feliz’, clássica canção natalina, que, de acordo com o coordenador Paulo Charão, apresenta certa conexão entre os dias de hoje e o tempo em que ela foi escrita e composta pelos austríacos Joseph Mohr e Franz Gruber, em 1818, quando as Guerras Napoleônicas trouxeram caos e fome para Salzburgo.

“A música ‘Noite Feliz’ é quase onipresente no Natal, figura desde 2011 na lista do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Sua escolha foi pensada para representar os sentimentos de esperança de todos nós, do Núcleo de Música. Neste período onde os sintomas de incertezas, ansiedades e depressões tem aumentado, o fazer musical tem sido uma das melhores ferramentas para nossos alunos e familiares. Por isto, acreditamos que, através desta manifestação musical, poderemos levar aos lares um pouco mais de esperança”, explicou Charão.

A ação especial de vídeos natalinos se completa com o institucional da Fundação, que destaca parte das mudanças vividas e sentidas nos últimos meses, onde velhos sonhos e hábitos se atualizam e a tradicional carta para o Papai Noel chega através das telas, e não mais do papel. Como um avanço no tempo, o vídeo convida a todos a avançarem também, sem perderem suas conexões e olhando juntos em direção a um horizonte novo e esperançoso, coroado pelos sorrisos e votos de boas festas de alunos, funcionários e da Sra. Lia Maria Aguiar.

Fundação Lia Maria Aguiar celebra 12 anos de arte-educação com poesia e criatividade

Instituição convida escritor Edgard Abbehusen e ilustrador Flávio Wetten, conhecidos das redes sociais, para ação especial de aniversário.

A Fundação Lia Maria Aguiar completa 12 anos em 2020 e, em um ano onde muitas celebrações deram lugar às reflexões, dois artistas com mentes pensantes e corações pulsantes foram convidados para representar, com suas linguagens, essa história de motivação, superação e conquista construída ao lado de cada um que compartilha dessa eterna missão pela transformação.

Ambos conhecidos das redes sociais por dialogarem com o cotidiano, de um lado há a poesia inspiradora de Edgard Abbehusen, jornalista e escritor que se destaca por textos que trazem acalento e esperança ao falar de temas como amizade, coragem, sonho e determinação.

Do outro os traços e cores marcantes de Flávio Wetten, conhecido como ‘Life On a Draw’ e pela coroa usada em seus desenhos, que representam a busca por aquilo em que se acredita e que leva à realização, sempre ‘vestindo’ ilustrações e frases positivas.

Juntos, os artistas trazem conexões especiais com o trabalho exercido pela Fundação, que há mais de uma década se dedica a explorar o melhor de cada aluno, despertando-os não só para os talentos que possuem, mas também para um mundo de possibilidades e oportunidades, onde o aprendizado de disciplinas e valores caminham em direção a um futuro melhor e os objetivos não se perdem em meio às dificuldades.

Festival de Música Agita Campos do Jordão

Alunos da Fundação esbanjaram talento se apresentando ao lado de grandes nomes da música brasileira

 O Festival de Música da Fundação Lia Maria Aguiar aconteceu de 01 a 04 de novembro, em Campos do Jordão (SP), trazendo muita música e diversão aos palcos da Concha Acústica e do Auditório Cláudio Santoro.

Ao lado de grandes nomes da música brasileira, os alunos da Fundação puderam aprender e mostrar os talentos desenvolvidos dentro do Núcleo, levando a música ao coração e à alma da plateia composta pelo público local e visitantes que aproveitaram o feriado prolongado para curtir o clima da montanha.

Convidado para abrir o Festival, Tiago Abravanel cantou e encantou o público de mais de 3 mil pessoas que esteve presente na noite de 1º de novembro na Concha Acústica. Embalando a plateia com sucessos do ‘Baile do Abrava’, o cantor interagiu o espetáculo todo com os alunos da FLMA, que também subiram ao palco e marcaram a noite com talento e alegria.

Tiago Abravanel fez um agradecimento especial à Lia Maria Aguiar, fundadora da instituição sociocultural que completa 10 anos em 2018, começou dizendo que se todos estavam ali reunidos era por tudo o que ela construiu e por tudo que faz. “Quero agradecer a senhora por este trabalho lindo e que, através deste show e de todos os profissionais que trabalham na Fundação, a gente possa fazer o bem para o mundo, porque é isso que a gente está precisando. Muito obrigado!”, completou agradecendo por fazer parte desta festa, abrindo o Festival.

O segundo dia do Festival começou com as apresentações da Banda Combo POP da FLMA e de Brazú Quintê, na Praça do Capivari. Encerrando as atrações do dia e apresentando a turnê ‘Em Trânsito’ no Auditório Claudio Santoro, Lenine dedicou à Dona Lia a canção ‘É o que me interessa’ que compôs ao lado de Carlos Falcão. Também dividiu o palco com as alunas da Instituição, que emocionaram com o coral apresentando a música ‘Paciência’.

Luiz Goshima, Gerente Social da FLMA, enfatizou a importância de um evento como o Festival de Música. “É uma oportunidade de levarmos o resultado de nosso trabalho com as crianças até os moradores de Campos do Jordão e também aos turistas”. Além disso, se orgulhou com mais uma apresentação. “É sempre satisfatório ver nossos alunos no palco, observar nossos ‘diamantes’ sendo lapidados para que futuramente possam se dedicar profissionalmente à arte”.

Já o terceiro dia contou com a reapresentação da Banda Combo POP da FLMA e com Caio Milan Trio que animaram a Praça do Capivari na tarde de sábado (03). A noite terminou ao som da Família Lima que levantou a plateia do Auditório Claudio Santoro. Quem se apresentou ao lado do quarteto foram os alunos dos Núcleos de Música e de Dança. Enquanto Amon, Lucas, Moisés e Allen tocaram com a Banda, Taís e Vinícius bailaram pelo palco com graça e delicadeza em seus movimentos.

Interagindo o tempo todo com o público presente, a Família Lima parabenizou a FLMA pelos 10 anos. “Estar presente numa comemoração tão importante não é só uma honra, mas uma responsabilidade”, ressaltou Lucas Lima.

O Festival de Música chegou ao fim no domingo (04) com o choro de Zé Barbeiro e Dinho Nogueira. Fechando com chave de ouro, a Orquestra Livre da FLMA regida pelo Maestro Paulo Charão e formada por alunos do Núcleo de Música encerrou o evento.

A Fundação Lia Maria Aguiar já começa a contagem regressiva para o Natal dos Sonhos que será inaugurado no dia 15 de novembro e para o musical ‘Gran Circo Romanni’ que será apresentado de 24 a 26 do mesmo mês, no Auditório Claudio Santoro encerrando as comemorações dos 10 anos.

Veja alguns momentos do Festival de Música:

Uma festança à moda caipira

A Festa Junina da Fundação Lia Maria Aguiar animou os presentes com brincadeiras típicas e muita alegria

Na fria tarde do último sábado, dia 16, os trajes caipiras saíram do armário e a animação aqueceu o Centro de Eventos na Festa Junina da FLMA. O espaço estava todo decorado, bandeirinhas e enfeites deixaram o ambiente ainda mais animado para receber os convidados.

A festa foi embalada ao som de muita música e o agito não deixou ninguém parado. Os Núcleos socioculturais encantaram os presentes com as divertidas apresentações preparadas para a festa junina. Entre forró, dança da fita e uma quadrilha maluca de personagens, os alunos se divertiram e animaram os convidados.

Os professores e colaboradores estavam à frente das barracas para servir aos presentes as deliciosas comidas típicas. As brincadeiras tradicionais também marcaram presença na festa junina da FLMA, a pescaria fez sucesso com as crianças e a cadeia foi a favorita dos adultos.

A celebração aconteceu durante toda a tarde de sábado e reuniu alunos, familiares e a população jordanense em momentos de descontração e diversão. Para fechar com chave de ouro, a animada quadrilha abrilhantou o local e os presentes puderam se divertir na tradicional dança caipira.

 

Veja os momentos dessa animada festança:

 

Brincadeiras e Chocolate

Celebração de Páscoa na FLMA

Alegria, brincadeiras, muito chocolate e até um coelho de verdade. Assim foi a celebração de Páscoa nos núcleos de Dança, Música e Teatro da Fundação Lia Maria Aguiar.

Na quarta-feira (28), os alunos do Núcleo de Dança receberam a visita mais que especial do cachorrinho Pipoca e do coelhinho Bilbo. Os convidados alegraram ainda mais a festa dos pequenos bailarinos, que saíram dali com brilho nos olhos e um delicioso ovo de chocolate nas mãos. No mesmo dia, os estudantes de Teatro também puderam se deliciar com muitas guloseimas, além de participar de uma animada gincana de Páscoa.

Já na quinta-feira (29), foi a vez dos pequenos musicistas participarem da festa. Dos mais velhos ao mais novos, todos aproveitaram muito bem cada segundo da celebração que também contou com muitas brincadeiras e claro, muitos ovos de páscoa.

Confira as fotos da Páscoa na FLMA

 

Harmonia e emoção marcam o 1º Concerto Infantojuvenil

Tocando do popular ao erudito, o Núcleo de Música da Fundação Lia Maria Aguiar encheu de harmonia o palco do tradicional Auditório Claudio Santoro com o 1º Concerto Infantojuvenil.

Entre os dias 01, 02, e 03 de dezembro, amigos, familiares e visitantes puderam prestigiar e se emocionar com as bandas, cameratas, orquestras e corais compostos por jovens e crianças do programa sociocultural.

Tocando temas de filmes, músicas clássicas e populares, os pequenos musicistas tiveram a honra de apresentar o resultado do trabalho desenvolvido ao longo de todo o ano no palco do histórico palco do Festival de Inverno. Para muitos, esta foi a primeira experiência como artista.

Confira as fotos da apresentação:

FLMA Celebra Dia Das Crianças Com Piquenique

Brincadeiras, guloseimas e muita diversão marcaram o mês de outubro para os alunos da Fundação Lia Maria Aguiar.

Em celebração ao Dia das Crianças, a FLMA promoveu um grande piquenique no Horto Florestal, onde as crianças dos núcleos de Dança, Música e Teatro passaram um dia alegre e inesquecível em contato com a natureza.

Veja as fotos:

Harmonias Tradicionais Encerram o Semestre do Núcleo De Música

Clássicas, eruditas e populares. Esses e outros ritmos foram apresentados pelos alunos do Núcleo de Música da Fundação Lia Maria no concerto de encerramento de semestre, que aconteceu entre os dias um e dois de julho.

O evento realizado no Espaço Cultural Doutor Além, reuniu cerca de 180 crianças e adolescentes, que puderam mostrar aos seus pais e convidados todo o trabalho realizado durante os primeiros seis meses deste ano.

Em cada música tocada, uma emoção, não somente da plateia mas também dos pequenos musicistas, principalmente aqueles que estavam experimentaram a sensação do palco pela primeira vez.

Veja as Fotos: